Áreas

20/10/2017 - 11:15

Com 557.579 visualizações nas nove procissões do Círio de Nazaré já realizadas este ano, o aplicativo “Kd a Berlinda?” volta a estar disponível neste final de semana. No sábado (21) será realizada a Romaria dos Corredores; no domingo (22), a Procissão da Festa, a terceira romaria mais antiga, depois do Círio e da Trasladação, que é acompanhada pela Diretoria da Festa de Nazaré e pelas comunidades católicas que se congregam na Basílica Santuário. Na segunda-feira (23) será realizado o Recírio, momento que encerra a quadra nazarena.

O aplicativo já soma 50.616 downloads nas plataformas IOS, Android e Windows Phone. Um outro número positivo pode ser visualizado no site Sensor Tower, que monitora os aplicativos mais baixados dia a dia no país; e na categoria Navegação, o “Kd a Berlinda?” ficou em 4º lugar (IOS) e 10º lugar (Android), no dia na principal procissão, o Círio.

Para Lourenço Monteiro, diretor de Desenvolvimento de Sistemas da Prodepa, a estabilidade, a precisão e a qualidade do serviço prestado vem dando essa confiabilidade. Segundo Lourenço, os aplicativos só conseguem aumentar o seu uso e capacidade de utilização, aumentar a base instalada de usuários e a confiabilidade, quando ele elimina o problema que se propõe a resolver. “Desde 2012  o 'Kd a Berlinda?' vem garantindo melhores índices de resolutividade, aumentado a precisão e a própria qualidade da informação que aparece no mapa”, explica.

As coordenadas da berlinda são capturadas por GPS em tempo real e transmitidas pela rede 3G para um servidor, pelo sistema georreferenciado. No site www.kdaberlinda.pa.gov.br, acessível por qualquer dispositivo móvel ou computador, é possível acompanhar o trajeto percorrido e o tempo. Como serviço de utilidade pública, a ferramenta é usada por profissionais de órgãos de saúde e segurança, imprensa e ainda por internautas. Usando aplicações ajustáveis, o aplicativo se adapta ao tamanho da tela. A página é acessada com todas as funcionalidades, independente do dispositivo usado, seja computador, tablet ou celular.

Na versão 2017, além das funcionalidades de performance, a novidade ficou por conta do sensor de proximidade que, ao ser ativado, envia ao usuário uma mensagem quando a berlinda se aproxima do local onde ele estiver, facilitando assim, sua locomoção ao longo da procissão. Também foram sinalizados no mapa os bloqueios de ruas realizados pelo Detran, Guarda Municipal, Polícia Militar e Semob nas procissões que mais afetam o trânsito: Moto Romaria, Trasladação e Círio. Uma versão em inglês foi disponibilizada este ano, com informações sobre as romarias, horários e percurso.

Tudo isso tem dado ao aplicativo o carácter da prestação do serviço público. Não apenas a localização exata da berlinda, mas todos os outros elementos que fazem parte do Círio e colaboram para que o fluxo de pessoas, tanto de carro como a pé, possa ser melhor tratado pelas autoridades. Fora o fato de que há uma curiosidade natural dos paraenses de saber qual a posição em que a berlinda se encontra, já que existe toda uma sensibilidade com relação a localização de pontos de homenagens, por exemplo. “As pessoas se programam para tentar chegar no ponto das homenagens. A grande vantagem é ter na mão a informação real, precisa. As redes de comunicação de dados têm evoluído também. A cada ano que passa, se percebe que menos pessoas tem tido dificuldades de usar o app por conta da rede”, conclui o diretor.