Áreas

Campanha sobre saúde do homem será lançada nesta terça, 08

Foi-se o tempo em que o popular “derrame” – o Acidente Vascular Cerebral (AVC) – era um mal a atingir apenas idosos. Dados do Ministério da Saúde mostram que 62 mil pessoas abaixo dos 45 anos morreram no Brasil por esta causa entre os anos 2000 e 2010. Além disso, o problema, apesar de ser plenamente preventivo, é uma das principais causas de morte de homens em idade, entre 20 e 59 anos.

Pará estuda modelo para abrir rede corporativa a provedores

Ao apresentar os planos do governo do Pará para a evolução de sua rede corporativa, que até o final do ano vai interligar com fibra óptica 94 dos 144 municípios do estado, Theo Pires, presidente da Prodepa, a empresa de TIC estadual, anunciou que a empresa já recebeu demandas por parte dos provedores regionais de internet e está em fase de definição do melhor modelo jurídico para estabelecer parceria.

Encontro de Provedores Regionais discute a universalização da banda larga

Belém recebeu nesta quinta-feira (3) o 34º Encontro de Provedores Regionais. “A rede da Prodepa e o desenvolvimento regional da banda larga” foi o tema da abertura, que ficou a cargo do presidente da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa), Theo Pires. O evento ocorreu no Hotel Princesa Louçã e reuniu provedores regionais de acesso à internet e serviços de telecomunicações de todo o Estado.

Pontos do Navegapará nos balneários batem 122 mil acessos

Durante todo o mês de julho, período de férias escolares, os 17 hotzones - pontos de acesso livre à internet do Navegapará - espalhados pelos balneários de Icoaraci, Mosqueiro, Bragança, Marudá, Algodoal, São Domingos do Capim, Salinópolis, Alter do Chão, Altamira e Itaituba, alcançaram os 122.600 acessos, até o meio da manhã desta segunda-feira, 31.

Infovia em fibra óptica vai ligar cinco municípios da região Rio Capim

Blogs, pesquisas, educação à distância, redes sociais e livros digitais. Esses são os principais interesses dos jovens de Mãe do Rio, na região do Rio Capim, ao usar o ponto de acesso livre à internet que a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa) instalou na praça matriz da cidade. “É muito boa a internet daqui. Normalmente uso para acessar as redes sociais. À noite a praça fica cheia, e muitos usam o wi-fi gratuito”, conta Leonara Souza, 15 anos, estudante do primeiro ano do ensino médio.